Vera Barbosa

A maioria das coisas importantes que aprendo vêm de dentro, e não de fora de mim.

Textos


A VOLTA DA FILHA PRÓDIGA

          Um dia, ela mandou avisar que voltaria.  E já não era sem tempo. Ninguém acreditou quando ela, muito tempo atrás, simplesmente desapareceu, sem dar pistas do local por onde andava, e sem dizer quando voltaria.
          Ela não sabia como era importante para eles, e eles também não sabiam, até que sua ausência começou a alongar-se mais do que o previsto. Já havia acontecido algumas vezes, antes, mas não um afastamento tão demorado. Na verdade, nós só costumamos dar valor quando perdemos alguma coisa.
          Às vésperas do dia previsto para a sua volta, não se falava em outra coisa, era uma premência, uma urgência de revê-la inigualável, inconfundível.
          Logo ao raiar do dia, muitos já estavam à porta de suas casas aguardando algum sinal de sua chegada. Mandaria ela algum aviso prévio ou simplesmente irromperia novamente em suas vidas, como tantas vezes já havia feito?
          A ansiedade crescia, as crianças, semi nuas, corriam alegres pra lá e pra cá, como à espera de presentes do Papai Noel. Não era Natal, mas a volta dela era um presente muito precioso para eles. E esperaram. No fim da tarde, para alegria de todos, a chuva chegou.
          Muitos tomaram-na nos braços, sentiam seu contato no corpo, e, ao ar livre, recebiam em suas cabeças as bênçãos que ela, generosamente, distribuía igualmente a todos. Foi uma festa incrível, inesquecível
          E nessa noite chuvosa, como há vários meses não acontecia,  depois de banhados e refrescados, todos  voltaram a dormir tranquilos e felizes.


Imagem do Google
 
Primavera Azul
Enviado por Primavera Azul em 08/07/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras