Vera Barbosa

A maioria das coisas importantes que aprendo vêm de dentro, e não de fora de mim.

Textos


A TAÇA
 
Uma taça semicheia
ou semivazia.
Não sei.
 
O vinho, a embriaguez.
A comemoração? A fuga?
Não sei.
 
O bebericar tranquilo
ou a avidez de um só gole?
Não sei.
 
Bebe-se pela alegria e pela tristeza;
pela chegada e a despedida;
pelos encontros e desencontros;
pela doida saudade, doída.
 
Bebe-se pelo sucesso 
e também pelo infortúnio;
pelo tédio e pela euforia;
para celebrar o nascimento
e para chorar a morte.
 
Bebe-se até para se sentir vivo!



Imagem do Google
Primavera Azul
Enviado por Primavera Azul em 17/12/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras